Integração entre dados sensoriais ambientais e sociodemograficos: uma contribuição do geoprocessamento e estatística para a análise ambiental e planejamento metropolitano.

  • Paulo Eduardo Alves Borges da Silva
  • Ricardo Alexandrino Garcia

Resumen

O desafio decorrente da urbanização consiste na harmonização dos objetivos do incremento do bem estar do homem e do ambiente, assim como os da equidade social para os que necessitam da formulação de políticas efetivas de desenvolvimento  urbano. Em pauta, portanto, o tema qualidade e a conjugação de aspectos socioambientais em áreas metropolizadas. Para tanto, além da reflexão conceitual sobre o tema, é relevante a possibilidade metodológica de se construir uma classificação  para diferentes unidades espaciais do território. Este artigo pretende apresentar qual a relevância teórica da cartografia e modelagem de sistemas, apoiada por análise multivariada e como foi possível estabelecer uma espacialização dos resultados obtidos a partir da combinação entre dados sensoriais ambientais e quantitativos sociais. Percebe-se que os avanços da combinação de diferentes técnicas podem contribuir como ferramenta de diagnóstico e estruturação de planejamento.

Palavras Chave: integração de dados; socioambiental; qualidade; planejamento; metropolitana.

Publicado
2016-12-16
Como citar
ALVES BORGES DA SILVA, Paulo Eduardo; GARCIA, Ricardo Alexandrino. Integração entre dados sensoriais ambientais e sociodemograficos: uma contribuição do geoprocessamento e estatística para a análise ambiental e planejamento metropolitano.. Entorno Geográfico, [S.l.], n. 12, dic. 2016. ISSN 2382-3518. Disponible en: <http://revistas.univalle.edu.co/index.php/entornogeografico/article/view/3546>. Fecha de acceso: 17 nov. 2017 doi: https://doi.org/10.25100/eg.v0i12.3546.
Sección
Espacios y Territorios